A hora e a vez dos Apps - III

A Valorização dos Jogos para iPhone

A Revista Exame, de abril/18, noticiou que o Android continua em franco crescimento. Mas o iOS, do iPhone é, hoje, o sistema cujos usuários mais gastam com aplicativos.

O sistema operacional Android superou a Apple com seu iPhone. As duas disputam a liderança. O iPhone lidera apesar de sua base ser menor do que a smartphone Android. O principal nicho de mercado onde a disputa é maior está nos aplicativos dos jogos.

Segundo a Consultoria App Annie, que analisa o mercado de aplicativos, os games respondem por 75% dos dólares gastos nesse segmento. Mas possuem 31% do total de downloads no mundo. A Ásia gasta 60% em aplicativos, liderando os gastos em 2017.

Ano passado, 2857 apps arrecadaram mais de US$ 1 milhão. Desses, 564 faturaram mais de US$ 10 milhões. Nos últimos anos o crescimento médio dessas empresas foi de 30%.

Apesar da Apple registrar apenas 30% dos downloads, seu faturamento superou a Play Store – 66% contra 34%. Considerando que em 2012 os apps do iPhone respondiam por 86% do faturamento, nota-se o crescimento do Google em aplicativos.

A App Store registra 4,5 milhões de aplicativos publicados, 77% apps para jogos. A Apple cortou vários jogos e possui dois milhões de aplicativos disponíveis para download.

Nessa área a Ásia é líder, mas os EUA são o líder de downloads de aplicativos. Desde o início os americanos já gastaram US$ 36 bilhões em apps, com mais de 40,1 bilhões de downloads. Em seguida vem China, Japão e Reino Unido.

Os brasileiros com iPhone usaram 40 aplicativos em 2017. Quem lidera a lista é a França, com 114 apps instalados, em média, no mesmo período.

Segundo a App Annie, nos próximos cinco anos o crescimento será de 80%, com gastos de US$ 85 bilhões.

Aplicativos da Sphera Agência Digital

A Sphera possui vinte anos de experiência em web comunicação e produz aplicativos eficientes, criativos e com alto posicionamento da marca. Sua equipe é especializada em desenvolvimento personalizado para cada empreendimento.

Além de aumentar a visibilidade das empresas, o app faz muito mais:

  • Possibilita o contato constante do usuário com a marca e seus serviços, pois o aplicativo permanece no dispositivo, mesmo que não esteja sempre em uso;
  • O cliente acessa a empresa de onde estiver a qualquer hora do dia.
  • A navegação é simples e intuitiva, pois são desenvolvidos especialmente para smartphones e tablets.
  • Sincroniza o aplicativo com redes sociais, possibilitando compartilhamento de informações sobre a empresa ao universo de pessoas.

Lojas de Apps

A Amazon Appstore é um distribuidor alternativo do sistema operativo Android. Abriu em 2011 e em 2013 contabilizava um milhão de aplicações disponíveis.

A App Store foi a primeira loja de aplicações para a plataforma iOS. Virou padrão para vários serviços de distribuição desses aplicativos. Ainda hoje é modelo para as demais distribuidoras. Entre 2008 e 2011 foram mais de dez milhões de downloads. Segundo serviço de monitorização da BBC, mais da metade das aplicações na App Store são “zombies” – aplicativos nunca instalados pelos consumidores. Hoje a App Store registra 2,1 milhões de aplicativos, com 3,6 milhões de títulos disponíveis.

A Black Berry World é uma loja para dispositivos BlackBerry 10 e BlackBerry OS. Por alguns anos foi a loja com maior retorno financeiro por aplicação, superior à AppStore.

A Google Play é a principal loja para dispositivos Android. Em 2013 contabilizou mais de um milhão de aplicativos. As apps Android também podem operar em dispositivos Black Berry 10.

A Windows Phone Store iniciou em 2010, junto com a Windows Phone 7. Ganhou projeção em 2014, registrando mais de 205 mil aplicações.

A Windows Store surgiu com a plataforma do Windows 8. Cresceu ao lançar a operação em tablets e outros dispositivos tácteis. Também trabalha com equipamentos de teclado, mouse, desktop e laptops.

A Samsung App Store é a loja de aplicações em celulares e smartphones Samsung. Criada em 2009, já alcançava 10 milhões de download em 2011. Atualmente está em 125 países e oferece aplicações para Windows Mobile, Android e plataformas Bada. Hoje a Samsung investe com maior vigor em aplicativos exclusivamente para crianças.