Os consumidores no domínio das redes sociais

As redes sociais disponibilizam quase a metade da população mundial para que as empresas desenvolvam com ela uma relação de compra, venda e formação de marcas. O mercado percebeu a utilidade das redes sociais nos negócios. São vários estudos sobre comportamento e costumes desse público. As empresas estão ávidas por conhecer melhor seu público-alvo através das redes de relacionamento.

Segundo pesquisa da We Are Social, publicada pela Next Web, há três bilhões de pessoas no mundo (quase 45% da população mundial) utilizando as redes sociais ativamente – pelo menos uma vez por mês. Estudos mostram que o sentimento de praticidade e objetividade nesses sites de relacionamento está influenciando as relações entre as pessoas. É fato que a hiperconectividade aliada às facilidades com que a comunicação é manifestada nas redes, deixou o consumidor com paciência curta. Medidas burocráticas e demora na execução das ações estão cada vez menos toleradas.

A força da interação

Com os novos hábitos do brasileiro nas redes sociais, as empresas estão repensando seu relacionamento com os consumidores.

A interação “real time” está sendo a melhor oportunidade para conhecer o consumidor. Ouvi-lo. Participar de suas conversações. É difícil prever as consequências do acesso à informação. A empresa conhece melhor seu consumidor e o consumidor também conhece melhor as empresas e seus produtos. A multiplicidade dos canais de interação com os clientes são numerosas e de baixo custo. E essa vantagem deve ser aproveitada para construir relações mais efetivas e duradouras com as pessoas. Isso traz solidez e sustentação aos negócios num longo prazo.

Pesquisa da MindMiners sobre comportamento dos consumidores, mostra que 54% das pessoas seguem os perfis de suas marcas prediletas, interagem com seus produtos favoritos. O mesmo estudo diz que 21% pesquisam essas páginas para definição de compra. E 80% dos consumidores leem os comentários de outros seguidores. Desses, 71% afirmam acreditar nos comentários. Em pesquisa da E.life, 93% dos consumidores curtem as páginas das empresas, produtos e serviços que lhe agrada.

A partir de 2013 os sites de relacionamento cresceram mais de 84%. No ano, o Twitter cresceu 7%. Os blogs alcançaram 8%. O Pinterest registrou 15% e o YouTube chegou a 20%.

A motivação do consumidor

O público, ao divulgar sua experiência com determinado produto nas redes sociais, conhece o impacto que essas postagens possuem na percepção da imagem de um produto. Para melhor ou pior. Os consumidores estão engajados em comunidades virtuais e dividem amplo conhecimento do produto além de criar discussões sobre o mesmo, apontando várias soluções. Por isso as empresas desenvolveram plataformas de interação que são valiosas fontes de inovação, e levam a uma competitividade entre os concorrentes.

São várias as motivações que mobilizam esses consumidores. Alguns apenas se divertem com suas experiências nas redes sociais. Outros buscam ganhar conhecimento, resolver seus problemas ou desenvolver suas habilidades. E há aqueles que buscam simplesmente trocar experiências.

Em resumo, a busca para melhor compreender o público-alvo é constante. O que o consumidor deseja e espera do produto. Conhecendo seu público, é possível estabelecer estratégias de engajamento dos clientes nas plataformas de mídia digital, como gestão de relacionamento, produção de newsletters, blogs e email marketing, seja em ações criativas ou de entretenimento.

Antes das redes sociais, a relação produtor-cliente era unilateral. Criação e produção estavam mal alinhadas com o gosto do público. Hoje esses consumidores não aceitam “qualquer coisa” e, conectados socialmente, fazem “barulho” quando suas expectativas não são alcançadas. Antes, as relações eram evidentes – “produtor produzia e consumidor consumia”. Hoje o consumidor busca ser coautor na criação do produto. Quando o produto final tem a participação do consumidor, é valorizado. As mudanças no mercado e no ambiente ocorrem com maior eficiência. A opinião do público chega através de blogs, websites de relacionamento e outras formas de conectividade.

O mundo das redes sociais não é tão novo, mas consegue produzir novidades em velocidade nunca antes imaginadas.

A Sphera Agência Digital possui profissionais especializados para produção de conteúdo em sites, blogs e postagens nas redes sociais. Quaisquer dúvidas fale com a Sphera.