Planejamento para o Marketplace

Quando abrimos um negócio, o objetivo principal é ganhar dinheiro, contabilizar lucro, certo? O varejo tem no marketplace um aliado. E como o objetivo é lucro, é preciso planejar. Necessário ter respostas: Diante das altas comissões cobradas pelas plataformas, a margem de lucro ainda atende às minhas expectativas? Se houver muita venda com a margem menor, ainda assim terei “fôlego” para tocar o negócio?

O marketplace cobra uma comissão – até 30%, sobre as vendas e ainda apresenta um prazo para liberação do pagamento dessas vendas. Em algumas plataformas, o prazo varia até 45 dias após o envio do produto. Tendo esses números bem definidos e planejados, aí sim, vale implementar o marketplace.

Escolha o marketplace

Como se sabe, há vários marketplaces fortes no mercado. Mas você precisa avaliar qual deles está mais próximo do seu público. O público que se interessará por seus produtos. Escolha a plataforma avaliando muito bem esse fator. Também se preocupe em que região o marketplace é mais forte. Essa informação afunila ainda mais o perfil de seu público. Assim, se cadastre no marketplace que possua maior circulação de usuários alinhados ao perfil de seus clientes.

Outro fator de muita importância nesse planejamento é conhecer em detalhes a política e os termos do marketplace escolhido. Sua loja precisa adequar-se às normas, senão pode receber denúncias dos clientes e ser retirado pelas plataformas ou receber outras punições.

É possível também que você decida participar de mais de um marketplace. Certamente essa estratégia levará seu comércio a alcançar um público muito maior, ou então atingir duas vezes o mesmo usuário. Avalie sempre o público desses marketplaces.

Implementação do marketplace

O marketplace é de fácil manutenção. Importante conhecer bem a plataforma, não apenas as orientações básicas. Cadastre seus produtos em poucos dias e concentre tudo nas vendas, analisando o mercado, avaliando preços e pensando em novos produtos.

Você pode se diferenciar de seu concorrente na descrição dos produtos, nas fotos, já que elas estão numa vitrine. Não se esqueça, há muitas outras vitrines para o usuário ver. A sua vitrine precisa chamar atenção. Vale reforçar a importância da qualidade dos produtos, o atendimento e a logística de entrega.

Se você já tiver uma loja física, o trabalho deve voltar-se para que as rotinas das duas lojas sejam muito parecidas ou iguais. Por exemplo, o tempo para expedição de um produto deve ser igual.

Cuidado com as avaliações dos clientes. Na internet a repercussão negativa é imediata e influi decisivamente na decisão de compra de um consumidor. Você deve saber que os marketplaces possuem ferramentas para comentários e notas sobre a experiência de compra.

Atenção também para os lojistas concorrentes quanto aos preços e produtos. É fundamental manter-se competitivo. Seja no preço, seja nas promoções.

E por fim há o frete, um dos fatores importantes para os consumidores. Tenha uma boa logística e trabalhe para o menor custo de frete possível, e quando puder, ofereça seu produto com frete grátis.

Explore ao máximo uma boa relação com o seu marketplace. Ele, de fato, poderá lhe ajudar muito. Nesse mercado é fundamental a credibilidade da empresa e do produto. Não se esqueça que, em paralelo, é necessário trabalhar a marca. No marketplace sua marca fica em situação secundária, daí ser necessário ter um plano estratégico para que a marca ganhe visibilidade.

Como se vê, o marketplace apresenta muitas vantagens, mas exige sua atenção e trabalho para o sucesso de suas vendas. Esteja sempre atento para ampliar seus negócios em loja física ou mesmo um ecommerce, quando sua marca já tiver ganho sustentabilidade suficiente.

Fontes de pesquisa: Marketing de Conteúdo / Rock Content e ecommercebrasil

A Sphera Agência Digital possui equipe especializada na produção de conteúdo em sites e blogs. Desenvolvimento nas redes sociais, Adwords e Google ADS. E ainda ajuda na elaboração do Planejamento Estratégico da sua empresa. Vamos conversar!